Parada

IMG_1752
Só estou eu
Por aqui, por onde meus sentidos se cruzam
Por onde todo o turbilhão de angústia se emancipa
Por onde todos os desejos não são rezados
Os pecados são cometidos com sorriso longínquo
E toda uma história do passado é escrita para se esquecer
Por vezes sem palavras de existir
Outras, com a delinquência de uma certeza irregular e sofrida
Sofres? Mas o que faz teu coração sofrer, minha pobre alma?
– O teu não correspondido amor.

Anúncios