A dureza

/home/wpcom/public_html/wp-content/blogs.dir/2a0/35939184/files/2014/12/img_0082-1.jpg

Se de ti eu precisar
Se meu respirar te sufocar
Tu vais!
Meu corpo fica preso à liberdade
De ser livre sem o ser
De conseguir gritar sem voz ter
Fica preso à liberdade
Que nossa vida propôs
Eu aceitei
Tu rejeitaste

Se meu respirar não te sufocar
Tu ficas!
Teu corpo fica dentro do meu
Tua libido contrai-se na minha vida
As nuvens morrem
Deixam a chuva penetrar
E tu choras
Não porque ficaste
Mas porque eu te deixei!

Anúncios